Logística

Quanto custa terceirizar o fulfillment para seu e-commerce?

Você sabe quanto custa para terceirizar o fulfillment - operação logística completa - para seu e-commerce? Neste artigo a Stokki conta tudo.

Andrea

25 de marzo de 2022


O fulfillment, que é a dinâmica logística pensada para atender aos pedidos do e-commerce com agilidade e eficiência, é uma estratégia cada dia mais conhecida e adotada por empresas de diversos segmentos e tamanhos. Normalmente, as marcas que usam esse sistema logístico, buscam entregar uma melhor experiência de compra a seus clientes, principalmente no que tange à qualidade e à agilidade da entrega.

Uma pergunta comum é: quanto custa terceirizar o fulfillment? Indo direto ao ponto, pode custar bem menos do que você imagina.

Neste conteúdo, abordaremos como essa estratégia funciona, os principais custos envolvidos e o que pode encarecer a operação. Confira!

O que é fulfillment?

O fulfillment surgiu para resolver os principais problemas logísticos que os e-commerces vinham enfrentando: as inúmeras tarefas relacionadas à montagem de pedidos, com múltiplos itens e a agilidade necessária para que essa execução ocorra rapidamente e sem erros. De fato, existem diversas etapas pelas quais um produto passa antes de chegar até o cliente, que demandam mão de obra, organização e espaço para armazenamento.

Armazéns terceirizados de fulfillment surgiram como uma solução que permitiu aos e-commerce se concentrarem mais em ações direcionadas às vendas, do que nos processos operacionais de receber, separar, embalar e despachar pedidos, o que demanda muito tempo e esforço da equipe.

Qual a importância do fulfillment para o mercado atual?

Em primeiro lugar, devemos lembrar que, quando a estratégia do “frete grátis” chegou ao mercado, os consumidores adoraram a ideia e passaram a procurar por essa condição como um diferencial na hora de finalizar a compra. Vale notar que o produto com frete grátis nem sempre era mais barato do que a soma do preço do produto + frete.

Hoje, além do frete grátis, o consumidor entrou em contato com uma outra modalidade de entrega: as ultra rápidas, feitas no mesmo dia (same day) ou até em minutos e horas depois da compra. Nem precisamos dizer que eles adoraram, não é verdade? 

Tudo isso trouxe um problema: uma grande pressão para que todas as empresas que vendem pelo digital possam oferecer essas diversas opções em seu carrinho. E quem não consegue, acaba ficando em desvantagem. É por isso que um processo bem estruturado de fulfillment é tão importante, mas também demanda cada vez mais esforço e organização de uma empresa.

Por que terceirizar o fulfillment pode ser a melhor solução?

A terceirização é uma boa opção para e-commerces de todos os tamanhos porque é uma estratégia rápida e prática de implementar. Ou seja, ao invés de comprar ou alugar espaços, montar estruturas para organizar o estoque, contratar e treinar equipe, adotar tecnologias e sistemas de gestão (como um WMS), você paga somente sobre os serviços que usar e conta com uma estrutura pronta e já organizada para atender a dinâmica do fulfillment, além de uma equipe com expertise e know how para obter todos os benefícios, a um risco mais baixo.

Quer saber como terceirizar o fulfillment do seu e-commerce de maneira rápida e descomplicada? Fale com os especialistas da Stokki.

Quais são os custos cobrados para terceirizar o fulfillment?

Não se engane: todos os custos para se manter um armazém de fulfillment funcionando de forma eficiente ainda estão presentes na terceirização, mas, como diversas empresas usam esse serviço ao mesmo tempo, os valores são diluídos.

A seguir citaremos os principais custos cobrados para terceirizar o fulfillment no mercado, com um armazém especializado na dinâmica do e-commerce:

Operação

O principais custos operacionais envolvidos na operação de fulfillment e que normalmente são cobrados das empresas que os usam, são os seguintes:

  • Recebimento de mercadorias, que é o processo de receber, conferir e endereçar o estoque dentro do armazém: que pode ser cobrados por item (carga solta), caixa master ou palete;
  • Armazenagem: que é a área que o estoque vai ocupar no armazém, que pode ser cobrada por palete, metro cúbico ou posição ocupada pelo estoque, como prateleiras, gavetas, bins… entre outros;
  • Picking, que é a separação dos produtos no estoque para montar um pedido de venda: que normalmente é cobrado por item;
  • Packing, que é o ato de empacotar esse pedido e deixá-lo pronto para coleta, que normalmente é cobrado por pedido processado;
  • Ad Valorem, que é o seguro do estoque armazenado e representa uma fração da nota fiscal de remessa e, normalmente, é cobrado pelo pico da quinzena ou do mês.

Outros custos que também podem ser cobrados:

  • Descarga do caminhão: quando o transportador não descarrega o veículo e o armazém tem que fazer esse serviço;
  • Coleta portuária (para quem trabalha com importação);
  • Desova de contêineres (para quem trabalha com importação);
  • Paletização de carga;
  • Embalagens especiais;
  • Saída e pedido de transferência de estoque do armazém;
  • Hora extra para atender operações fora do horário de expediente;
  • Insumos e impressões extras;
  • Contagem cíclica de inventário;
  • Entre outros.

Embora sejam muitas etapas operacionais envolvidas na dinâmica logística para atender ao e-commerce, os valores são bem baixos, como veremos mais adiante neste conteúdo.

Tecnologia

Como não poderia deixar de ser, a tecnologia tem um enorme peso para que essa estratégia aconteça de forma fluída, organizada e automatizada, sendo um dos custos envolvidos no processo da terceirização do fulfillment. Existem dois pontos que normalmente são cobrados das empresas:

  • Implantação e configurações sistêmicas, relacionadas à integração entre os sistemas do e-commerce e a comunicação automatizada com os armazéns;
  • Mensalidade para uso do software de gestão, que automatiza os processos e traz visibilidade em tempo real da situação dos pedidos, dos níveis de estoque, movimentações e uso dos serviços. É um software para gerir a operação logística de forma remota, como se estivesse controlando o próprio armazém. Esse software se chama OMS (Order Management System – Sistema de Gerenciamento de Pedidos).

Conheça o OMS da Stokki e a sua rede de armazéns especializados em fulfillment.

Qual a média de preço do fulfillment no Brasil?

A precificação varia bastante de acordo com o armazém, sua localização, estrutura e tecnologia oferecida, pois existem muitas opções no mercado. Dessa forma, vamos passar uma perspectiva de uma média de preços praticados no Brasil, levantados no ano de 2022.

Levando-se em conta o cenário de um e-commerce que venda ao consumidor final (B2C ou D2C) produtos de baixa volumetria (como roupas, cosméticos, artigos pet), sem a necessidade de refrigeração ou manuseio especial, e faça em torno de 400 pedidos por mês, sendo uma média de 2 produtos por pedido, e o valor de estoque mensal armazenado seja inferior a R$ 50.000,00, temos a seguinte relação de preços:

  • menor preço de fulfillment cobrado por pedido: R$ 4,00;
  • maior preço de fulfillment cobrado por pedido: R$ 18,00;
  • preço médio por pedido: R$ 11,00.

Vale notar que alguns custos, como embalagens, transporte e outros ficaram de fora dessa conta.

Quer saber quanto custa para terceirizar seu fulfillment com a Stokki? Fale com nossos especialistas.

O que pode elevar o custo do fulfillment?

Abaixo listamos alguns itens que podem encarecer a terceirização do fulfillment:

Configuração de tecnologia

Se a sua empresa não possui um sistema compatível com o serviço, é importante fazer uma atualização para usufruir ao máximo do fulfillment. Essa operação pode acarretar custos adicionais ao processo, sobretudo taxas extras para customizações e integrações.

Etiquetagem na entrada

Um armazém de fulfillment tem como prioridade a organização, pois é ela que garante agilidade e precisão nos processos. Todavia, quando os produtos não possuem etiquetas próprias, com as devidas identificações do código de barras dos produtos, a etiquetagem deve ocorrer na entrada do armazém. Esse procedimento também acarreta custos extras.

Logística reversa

A logística reversa é um problema em todos os setores, dado que, quando somamos os pedidos de envio com os de retorno, a complexidade das operações aumenta. Em geral, são necessários gastos extras para atender pedidos de logística reversa, os quais são repassados para os clientes do fulfillment.  

Recebimento e expedição prioritária

Os armazéns trabalham de acordo com uma linha racional, a qual segue um modelo bastante específico para garantir a ordem no estabelecimento e cumprir seus SLAs para todos que o contratam. No entanto, os clientes podem pedir prioridade em suas logísticas, desde que cubram os gastos adicionais desses procedimentos, associados à quebra da linha de tarefas do fulfillment.

Dimensões, fragilidade e valor dos produtos

Por fim, é sabido que a dimensão, fragilidade e valor dos produtos sempre é tema de aumento de custos operacionais, e no fulfilment isso não é diferente. 

Necessidades especiais de armazenamento, como refrigeração e controle de umidade também costumam elevar os preços do serviço.

Aliás, como estamos falando em armazéns que costumam ser menores que os tradicionais, pois trabalham com maior giro e mais perto dos grandes centros, as dimensões dos produtos têm um peso enorme nas suas operações, por isso geram custos adicionais (e muitas vezes estruturas físicas e maquinários especiais para seu manuseio e conservação).

Se você quer ser competitivo com seu e-commerce e oferecer uma experiência de compra excepcional para seus clientes, a Stokki pode ajudar. Conheça a nossa rede de armazéns especializados em fulfillment, de norte a sul do Brasil, e nosso software de gestão 100% integrado aos principais ERPs do mercado. Os serviços são para empresas de todos os segmentos e tamanhos, sem cobrança de mínimos contratuais e de pedidos.

Conheça nossas soluções e fale com um especialista.

Compartir:

Los comentarios están cerrados.

Suscríbete a nuestro boletín

¿Quieres recibir artículos como este? Suscríbase al boletín de Stokki y reciba contenido exclusivo sobre fulfillment, almacenamiento, logística, gestión de inventario y más.