Logística

Como escolher a melhor empresa de logística para o seu e-commerce?

Conheça os principais pontos que devem ser analisados para escolher a melhor empresa de logística para o seu e-commerce.

Andrea

18 de May de 2022

Você sabe que pontos analisar antes de escolher a melhor empresa de logística para seu e-commerce? Aliás, tem conhecimento das vantagens de trabalhar com uma empresa terceirizada para isso? Se não, você não pode deixar de ler este artigo.

Até um tempo atrás, para colocar um negócio de vendas na ativa, necessitava de uma certa quantidade de capital para começar. Um bom ponto físico, estrutura comercial, colaboradores e diversos outros gastos eram inevitáveis. 

Hoje, com o avanço da tecnologia e com a criação de diversas plataformas de e-commerce e de canais de venda, como marketplaces e redes sociais (social selling), o comércio eletrônico se democratizou e as ferramentas existentes possibilitaram a criação de uma loja virtual pronta para venda, em poucos minutos.

Contudo, quando partimos para a ação, isso não é tão simples assim, já que a democratização também trouxe grande concorrência para o setor. Com isso, a criação da loja online se tornou somente o primeiro passo do processo. Para começar a lucrar, é preciso ter uma estratégia eficiente em diversos setores, sejam elas no mix de produtos, no desenvolvimento de bons fornecedores, nas questões fiscais e, claro, na logística (armazenagem, picking, packing e transporte).

Na maioria das vezes, quem começa um projeto de e-commerce do zero, não tem grande conhecimento do setor, o que faz com que algumas atitudes sejam feitas de maneira improvisada. Essa situação, por sua vez, gera um processo logístico confuso, e os empresários criam uma falsa percepção de que possuir um operador logístico é mais caro ou mais difícil do que executar todo o trabalho sozinhos. 

Depois, a decisão de contratar uma empresa logística terceirizada é adiada com a desculpa de que o negócio precisa crescer primeiro. O problema é que nesse meio período, a loja virtual gasta muito tempo e recursos com transporte, notas fiscais, estoque, armazenagem e outras coisas. Por fim, aquele crescimento esperado parece nunca acontecer.

Por tudo isso, fica evidente a necessidade de se contratar um operador terceirizado, especializado em fulfillment, para realizar a logística do e-commerce.

Neste artigo iremos apresentar os principais pontos que devem ser analisados para fazer a melhor escolha de um parceiro logístico para a sua empresa.

1. Operador logístico especializado em e-commerce (fulfillment)

Muitas vezes, quem tem um e-commerce comete o erro de contratar um operador logístico baseado em critérios de segunda ordem, que não são necessariamente primordiais para uma dinâmica operacional de fulfillment de excelência.

Nesse sentido, o ideal é não se deixar tomar apenas pelo tamanho do armazém ou pelo preço dos serviços, mas sim pela presença de um estrutura física, tecnológica e de experiência, capazes de atender à dinâmica dos e-commerces, com estrutura para otimizar o processo de fracionamento, separação (picking) e montagem de pedidos (packing), com múltiplos itens e SKUs, além da capacidade e velocidade de acompanhar um crescimento em escala.

Outra questão muito importante é avaliar se o armazém tem experiência em atender outras empresas do mesmo segmento que o seu e, caso exista alguma necessidade especial de armazenamento e manuseio de produtos (como controle de temperatura, de umidade, químicos e etc), entender se o operador logístico possui locais, treinamento e certificações adequadas para a conservação e manutenção desses materiais em estoque.

Quer entender como funcionam os armazéns de fulfillment e quais são as diferenças de um armazém tradicional? Então leia este artigo da Stokki.

2. Tecnologia integrada ao sistema de gestão (ERP)

Contar com um registro “caseiro” ou manual pode prejudicar o bom andamento do seu e-commerce. Sem um sistema de gestão apropriado, as informações importantes não são colhidas nem analisadas com segurança.

Na busca de escolher a melhor empresa de logística para o seu e-commerce, busque entender se o sistema de WMS (Software de Gestão de Armazém) do operador se integra na suas plataformas e ERP, pois assim se consegue acompanhar todos os processos de forma mais automatizada, trazendo visibilidade em tempo real das operações, bem como inteligência ao negócio, com acesso a relatórios de controle e BI (Business Intelligence), possibilitando melhorias contínuas. 

Quer conhecer a solução de logística digital, automatizada e totalmente integrada ao ERP da Stokki? Então fale com um de nossos especialistas.

3. Eficácia operacional e SLAs bem definidos

Ter um cronograma de horários, acordos de nível de serviço e pontos de corte previamente definidos em contrato são partes primordiais de um bom operador logístico para e-commerce.

Em outras palavras, o armazém de fulfillment terceirizado deve ter eficiência operacional, de forma que gere e cumpra seus SLAs (service level agreement) – o acordo de nível de serviço –, que são regras aceitas entre as partes para cumprir os prazos de determinados serviços e acurácia operacional, envolvendo o estoque, o recebimento e a expedição de pedidos.

Aliás, é vital que a empresa de logística contratada tenha procedimentos definidos com prazos de resolução de problemas e que isso fique claro desde o início, com o intuito de manter um padrão e melhorias contínuas. 

Também é relevante que o operador logístico disponha de recursos de monitoramento e controle das operações por parte da loja virtual. Como exemplo, podemos citar os relatórios de estoque, de entrada e saída de mercadorias, logística reversa, entre outros.

4. Localização estratégica

Contar com um armazém logístico posicionado de forma estratégica em relação ao principal público consumidor de uma marca é essencial para garantir mais agilidade e diminuição dos custos nas operações de frete e entrega. Portanto, o primeiro ponto a se analisar aqui é o local onde fica o operador logístico

Além disso, opte por uma empresa que esteja localizada perto de rotas de escoamento (vias e rodovias) dos principais meios de transporte escolhidos pelo seu negócio para movimentar os produtos.

Outro ponto que deve ser analisado é se o operador logístico está instalado em um local que ofereça segurança às mercadorias, como um condomínio logístico, ou em um local cercado, com vigilância, por exemplo, possibilitando que a operação ocorra com tranquilidade. Além dessas medidas, é preciso averiguar o alvará das instalações, as licenças expedidas e atualizadas. 

Por fim, veja se a empresa detém uma boa apólice de seguro (e vigente) que cubra os valores do estoque da loja online.

5. Preço

Sem dúvidas, o preço é outro ponto a ser analisado, já que a loja online precisa ter rentabilidade. Por isso, quando estudamos a contratação de um operador logístico terceirizado, é necessário considerar todas as variáveis em questão. 

Assim, custos de aluguel, tecnologia, pagamento de empregados e encargos trabalhistas, seguros, tributos, segurança, elasticidade de tempo e de operação, sistemas e infraestruturas são alguns dos itens a se colocar na ponta do lápis quando for pensar entre o que sua empresa teria que investir para executar todo o trabalho sozinha X o que irá investir para terceirizar a operação.

Feita a análise, é importante também pensar que tudo aquilo que for economizado (tanto em esforço como em dinheiro) pode ser direcionado a outros departamentos mais importantes para o seu negócio, como marketing, vendas, compras e expansão.

Se você quer conhecer melhor quanto custa terceirizar a logística para seu e-commerce, leia este artigo do blog da Stokki.

6. Mais opções de transporte

Grandes empresas especializadas em logística geralmente têm acesso a negociação com transportadoras que geralmente o e-commerce sozinho não tem.

Com a facilidade imposta pela alta quantidade de mercadorias expedidas diariamente por um armazém de fulfillment, alguns operadores já possuem negociações e parcerias com transportadoras especializadas em entregas de e-commerce e dispõem de coletas diárias programadas no local, oferecendo negociações e preços diferenciados para os seus clientes.

Isso possibilita que o seu negócio tenha acesso a acordos especiais com empresas de transporte, que talvez sozinho não conseguiria realizar. Logo, com mais esse diferencial facilitado pela experiência, relacionamento e dinâmica do armazém, melhores negócios podem ser fechados, trazendo ganhos ao empresário.

Quer conhecer as tabelas especiais de frete que a Stokki oferece para seus clientes, em parceria com grandes transportadoras? Então, fale com a gente.

Conte com a logística para e-commerce da Stokki

Viu como escolher a melhor empresa de logística para e-commerce pode trazer inúmeros benefícios para o seu negócio?

Uma boa notícia é que a Stokki oferece uma solução logística completa para o seu e-commerce, automatizada e integrada aos principais ERPs do mercado.

Os armazéns da nossa rede são todos especializados em fulfillment e localizados em pontos estratégicos do Brasil, com elevada segurança e tecnologia, e o melhor: localizados em condomínios logísticos. Então, aproveite para conhecer melhor os nossos serviços. Fale com um de nossos especialistas e tire suas dúvidas!

Share:

Leave a Reply

Your email address will not be published.

Subscribe to our newsletter

Do you want to receive articles like this?
Subscribe to the Stokki’s newsletter and receive exclusive content about fulfillment, warehousing, logistics, inventory management and more.