Logística

Como funcionam os armazéns de fulfillment para e-commerce?

Andrea

24 de March de 2022

Os armazéns de fulfillment estão se tornando cada vez mais populares no mercado logístico, graças à sua dinâmica de funcionamento direcionada a pedidos fracionados, típicos de empresas que vendem pelo meio digital, seja direto ao consumidor (B2C) ou para outros revendedores (B2B), em um modelo mais personalizado.

A ideia por trás do fulfillment é simples: é um armazém que trabalha com todas as etapas logísticas de um e-commerce, como recebimento de produtos, conferência, endereçamento, armazenagem, picking (separação), packing (embalagem) e, em alguns casos, até a entrega dos produtos ao cliente final.

Quer conhecer mais sobre essa estratégia de operação logística voltada para o e-commerce? Neste conteúdo, separamos diversas informações interessantes sobre o tema. Aproveite para ler tudo!

O que é fulfillment?

A ideia principal por trás do fulfillment é atender de forma otimizada todas as necessidades operacionais logísticas dos e-commerces, incluindo o recebimento de mercadorias, armazenamento, organização de estoque, separação de pedidos, empacotamento e entrega.

Em resumo, quando uma marca digital trabalha com a terceirização logística em um armazém de fulfillment,  assim que ela recebe um pedido, já comunica o depósito, que começa toda a preparação dos produtos para envio ao cliente final, passando pelo picking, packing e expedição.

Normalmente o controle dos processos é feito em tempo real, permitindo maior gestão por parte dos lojistas e  insights poderosos dos dados provenientes desses armazéns.

Quer conhecer a solução da Stokki que automatiza todos os processos logísticos de fulfillment para e-commerce e é totalmente integrada ao ERP? Fale conosco.

Como funciona um armazém de fulfillment?

Os armazéns de fulfillment são bastante diferentes do modelo tradicional de armazém. No caso, estamos falando de um ambiente dinâmico, muitas vezes com muita movimentação e diversos processos acontecendo ao mesmo tempo para gerenciar múltiplos perfis de produtos, SLAs de atendimento rápidos e uma separação de itens extremamente fracionada.

Mesmo no meio dessa agitação, o sistema implementado nesses estabelecimentos permite uma coordenação sem igual, trazendo ótimos resultados das ações executadas no armazém, com rapidez, minimização de erros e otimização de processos. É como se fosse uma indústria de processar pedidos, dos mais variados tipos.

Em resumo, podemos explicar o funcionamento dessas estrutura através de 4 tópicos de grande destaque, sendo eles os seguintes:

1. Os produtos são enviados até o armazém de fulfillment

O primeiro passo é enviar os produtos até o armazém de fulfillment. Esse processo pode ser otimizado, a depender do modelo de negócios da sua empresa.

Se sua companhia produz o estoque que vende, então o envio pode ser direto da indústria para o armazém. No caso de revenda, pode-se enviar o produto direto do fornecedor para o armazém, sem a necessidade de um intermediário.

2. A equipe do armazém organiza os produtos recém-chegados

Quando os produtos chegam ao local de estocagem, o primeiro procedimento pelo que passam é a checagem. Ou seja, os colaboradores da instalação analisam se tudo chegou nos conformes, conferindo cada detalhe da entrega, bipando e endereçando as mercadorias para organizar a melhor posição para a dinâmica de expedição de cada cliente (SKUs mais vendidos, curva ABC, FIFO, FEFO…).

Ao final desse processo, a empresa é informada sobre possíveis discrepâncias, sejam elas na quantidade, qualidade ou defeitos encontrados nos produtos que chegaram até o armazém.

É comum também haver etiquetamento dos itens, de forma a facilitar sua alocação e a recuperação, quando necessário.

3. Ocorre um armazenamento inteligente

Até o momento, todos os procedimentos são similares aos de um armazém tradicional, mas tudo muda na hora de estocar os produtos. 

Ao contrário do estoque convencional, um armazém de fulfillment é desenhado para o dinamismo da operação fracionada. Muitos armazéns trabalham com racks e porta paletes comuns à dinâmica industrial, para deixar a parte mais volumosa dos estoques. A grande diferença está na área de picking, onde os produtos que mais giram são organizados em posições menores (prateleiras, cestas, bins…), separados por SKUs e dispostos conforme o perfil de venda de cada empresa, para organizar e agilizar o processo de separação e montagem dos pedidos.

Vale lembrar que essas estruturas trabalham tanto com produtos enviados quanto retornados pelos clientes, no caso de trocas e devoluções, no processo chamado de logística reversa.

4. Integração entre pedidos e estoques inteligentes

Existem diversas formas pelas quais a comunicação da compra é feita. Porém, nenhuma delas supera a agilidade da operação logística quando há integração entre os softwares de gestão da empresa (ERP) e os armazéns de fulfillment.

Quando há essa integração, tudo é feito de modo automático, gastando a menor quantidade de tempo possível, elevando ao máximo o poder de entrega de sua empresa e a gestão de estoque.

Isso se torna um verdadeiro diferencial competitivo para seu negócio, algo de extremo valor, dada a concorrência que se tem hoje no mercado.

Fale com a Stokki para contratar um armazém de fulfillment totalmente integrado ao seu ERP e carrinho de compras.

O que diferencia um armazém de fulfillment de um armazém tradicional?

Embora possam parecer a mesma coisa, na verdade existem diferenças enormes entre a operação e o layout de um armazém tradicional, que normalmente trabalha com a indústria e cargas consolidadas, e um de fulfillment, que atende a dinâmica do e-commerce e cargas fracionadas.

A primeira grande diferença está no tempo de permanência dos itens. Em geral, os produtos tendem a ficar pouco tempo no fulfillment, ao contrário dos armazéns tradicionais, que podem estocar um mesmo produto por meses – e até anos.

Outra diferença que deve ser citada são as operações realizadas em cada uma dessas instalações. Enquanto o armazém tradicional costuma operar com cargas maiores, o de fullfilment atua com pedidos fracionados, em sua menor unidade de medida, sendo necessárias técnicas de picking sofisticadas para atender aos SLAs dessa dinâmica de alto giro.

A disposição dos produtos no armazém, estrutura de estocagem, maquinário para movimentação e tecnologia de gestão também mudam de um para outro. 

No armazém tradicional as cargas tendem a ficar em porta paletes e são movimentadas com a ajuda de empilhadeiras. O estoque pode ser disposto de acordo com várias estratégias de gestão (FIFO, FEFO, LIFO…), mas a expedição tende a ser mais padronizada.

Já no armazém de fulfillment, as mercadorias ficam distribuídas de forma mais pulverizada, de acordo com os padrões de venda de cada empresa. O estoque fica separado por SKU e os produtos agrupados em unidades menores com a intenção de agilizar o processo de separação e expedição. A movimentação, normalmente, pode ser feita manualmente ou por robôs e a preparação dos pedidos é mais diversa e personalizada para cada pedido, assim como os processos de embalagem.

O sistema de gestão de armazenagem (WMS) de um modelo e de outro também muda, em função dessa dinâmica operacional diversa.

Conheça o sistema de gestão de armazenagem (WMS) especializado em fulfillment da Stokki.

Por que contratar um armazém de fulfillment para o seu e-commerce?

Existem diversos motivos para contratar os serviços de fulfillment para seu e-commerce. Dentre eles, os mais aplicados são os seguintes:

  1. Gerenciamento de estoque em tempo real.
  2. Coleta, separação, preparo e envio de produtos de maneira mais rápida e barata.
  3. Minimização de erros operacionais.
  4. Sistema logístico que escala com facilidade.
  5. Possibilidade de direcionar os esforços da equipe interna em áreas que interessam mais para o e-commerce: vendas, mix de produtos, marketing…

O gerenciamento de estoque em tempo real é uma funcionalidade muito interessante. É por meio dessa informação dinâmica que os gestores acompanham o sucesso de suas estratégias, assim como conseguem alterar detalhes para maximizar os resultados do negócio.

Os serviços prestados por esses armazéns encurtam muito o tempo de entrega dos produtos. Além disso, tiram da contratante do serviço diversas tarefas que consomem recursos, trazendo ainda mais benefícios.

Encerrando a série de benefícios, o fulfillment é uma das estratégias mais poderosas para escalar seu negócio, permitindo que seus produtos alcancem cada vez mais consumidores.

Por que contratar um armazém de fulfillment na rede especializada da Stokki?

A Stokki tem uma rede de distribuição e armazenagem especializada em fulfillment, que abrange o Brasil inteiro e está sempre em expansão. Somos uma empresa que sabe escalar negócios e entendemos a necessidade de uma boa logística nesse processo.

Nosso sistema oferece o que há de melhor no mercado de tecnologia, oferecendo diversos serviços automatizados para você otimizar seus processos logísticos e potencializar sua gestão e controle. Nossa rede entrega uma ótima capilaridade, aproxima o estoque dos clientes, ao passo que traz visibilidade em tempo real de toda a sua operação, em múltiplos armazéns, de forma totalmente orquestrada e integrada ao ERP.

Ficou interessado em nossos serviços? Entre em contato conosco!

Share:

Comments

  1. […] baseado em critérios de segunda ordem, que não são necessariamente primordiais para uma dinâmica operacional de fulfillment de […]

Subscribe to our newsletter

Do you want to receive articles like this?
Subscribe to the Stokki’s newsletter and receive exclusive content about fulfillment, warehousing, logistics, inventory management and more.